Congressos

Cenários da Saúde em 2040

Este livro resulta de um trabalho que começou em 2018 e que envolveu direta e indiretamente milhares de médicos que deram a sua opinião sobre o que pensam e ambicionam para o futuro, quer em reuniões restritas, quer em muitos debates abertos por via digital. Mas receberam também contributos de inúmeras personalidades não médicas, desde a filosofia à economia e finanças, da ciência, da demografia e do ambiente, da geoestratégia e da tecnologia.

Foi com base em todos estes contributos e partilha de conhecimentos e também nos debates e conferências que enriqueceram o 24.º Congresso Nacional de Medicina que nasceu este livro, que mais não é que "um ponto de partida para novos caminhos e novos debates", como escreveu na introdução o seu coordenador, Jorge Penedo, vice-presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos médicos.

Para o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, que escreveu um dos prefácios da obra, "estas recomendações traçam o rumo ao novo presente e ao futuro que nos espera. Sublinham que é essencial investir mais em literacia, educação, prevenção, investigação, inovação e qualidade. Integrar a verdadeira transformação digital, reforçando as nossas competências humanistas e solidárias. Menos tarefas administrativas e burocráticas. Processo clínico único e vias verdes para doenças mais graves. Concursos e contratação pública mais frequentes, mais rápidos e mais simples. Uma melhor integração de cuidados entre hospitais e centros de saúde. Mais autonomia e flexibilidade de gestão. Mais combate ao desperdício e às ineficiências. Mais proximidade, na hospitalização e na medicação. Mais financiamento, investimento, lei de meios e orçamentos plurianuais, entre tantas outras questões de base".

Aceda ao livro aqui